A Cor: Referências muitos gerais…

“A Cor apoderou-se de mim. Jamais precisarei de voltar a persegui-la. Sei que me cativou para sempre… Sou um pintor!”

Paul Klee

A Cor depende da existência da luz. Certas propriedades dos materiais que compõem os objectos fazem com que estes absorvam determinados comprimentos de onda e reflictam outros. Daí resulta a nossa percepção da cor. A cor é portanto uma sensação e não uma característica material.

As cores apresentam várias propriedades que usamos para melhor as definir e diferenciar; Tom, Valor, Saturação, Temperatura, entre outras.

transparencias valores

Cores Amarelo, Cian e Magenta em gradações de 100%, 80%, 60%, 30% e 15%.

Existem vários sistemas de classificação das cores. O que nos interessa para esta unidade de trabalho é aquele que define três cores primárias: O Cian, o Magenta e o Amarelo.

Para que seja possível explorar a obtenção de novas cores para além das cores primárias, podemos utilizar velaturas que sobrepostas, dão origem às restantes cores existentes no espectro visível. Este processo equivale, grosso modo, ao resultado que se obtém quando se misturam pigmentos das diferentes cores, estando ambos estes processos incluídos no método de mistura dito “subtractivo”

transparencias

Com a mistura directa das cores primárias obtêm-se as cores secundárias Azul, Verde e Vermelho. A mistura das três cores tende teoricamente para o negro.

Mais sobre cor no “Sala 17”: Modelos de Cor CMYK e RGB

Mais informação sobre cor em: Color Jack e Colorotate (em inglês) Color in Motion e Contraste Simultâneo (em espanhol).

Advertisements