Nienke Klunder (1975-)

© Nienke Klunder. 1ª imagem da “Sequência 3”

Nienke Klunder é uma fotógrafa nascida nos Estados Unidos que vive actualmente na Grã-Bretanha. A sua infância e formação académica em fotografia tiveram lugar na Holanda. É conhecida pelos seus retratos fotográficos e pelas suas séries e sequências

A artista trabalha a questão da identidade e a auto-expressão, abordando as três dimensões da vida: Quem é que sou?; Quem quero ser?; Como me mostro aos outros?

Nienke lida com a transformação contínua da sua própria imagem para criar trabalhos onde é patente uma mordaz crítica à sociedade baseada na imagem e nas aparências. As suas “personagens” passam por metamorfoses que abrangem um vasto leque de significados, desde o estatuto social, a beleza, as diferentes etnias e raízes culturais ou, simplesmente, os estados de espírito.

© Nienke Klunder “Sequência 4”

As metamorfoses patentes nos seus trabalhos podem envolver uma sequência temporal retratando os vários passos dessa transformação, tal como fotogramas de um filme, como acontece em “Sequência 3” e “Sequência 4” ou podem ser metamorfoses físicas que invocam diferentes “personas” tanto a nível estritamente físico como a nível cultural, psicológico, étnico ou social.

Além de fotógrafa, Nienke é perita em vestir a pele a inúmeras personagens diferentes, recriando todo o tipo de estereótipos.

“A Comunidade” é uma exploração ao interior da demanda feminina pela identidade e pela auto-expressão. Todos os aspectos das nossas escolhas em penteados, maquilhagem, roupas, são vertentes que permitem o reconhecimento pela sociedade da personagem que somos ou que acreditamos ser.”

© Nienke Klunder “A Comunidade” 2003-2005

A “Sequência 3” retrata uma transformação tanto física como emocional de uma mulher, oscilando entre a elegância e o glamour de um traje de noite e o desespero da pobreza de um sem-abrigo.

© Nienke Klunder “Sequência 3” 2003-2005

Site de Nienke Klunder aqui.

Born in California in 1975 and raised in the Netherlands, Nienke Klunder holds dual Dutch and US citizenship. A graduate of the Breda Fine Art Academy, she participated in the residency program at Fabrica, Benettons Research and Communications Centre in Treviso. Known for her striking photographic portraits and thought provoking series and sequences, she has a multi-disciplinary approach to her work in producing sculptures, drawings and installations of both her solo and collaborative projects. Working mainly in sequences and series, she often uses self-portraiture to explore themes of identity and transformation. Her series are visual essays that are in turn comic, tragic, sexual and political. Moving between the roles of photographer and subject, her work has the effect of a series of cinematic stills with each image containing a larger story. During her time in Italy she met Spanish designer Jaime Hayon with whom she embarked upon an artistic collaboration that continues to evolve across a range of mediums.

Anúncios