Fotografia – Componente Teórica (5): Abertura de Diafragma e Profundidade de Campo

O Diafragma fotográfico é uma estrutura que se encontra no interior de todas as objectivas, e tem o papel de controlar a quantidade de luz que atinge o sensor. A luz é controlada por um conjunto de lâminas finas justapostas que abrem e fecham dependendo do valor da abertura do diafragma.

Abertura de diafragma

A abertura de diafragma é o valor que se usa para regular a entrada de luz no diafragma.

O valor do diafragma dá-se através de números, conhecidos como números f, e seguem um padrão numérico universal. Esta escala inicia-se f/1.4, f/1.8, f/2, f/2.8, f/4, f/5.6, f/8, f/11 etc, sendo que, quanto menor for o número f, maior será a abertura do diafragma, possibilitando maior entrada de luz que atinge o sensor e quanto maior o número f, menor será a abertura do diafragma, possibilitando menor entrada de luz que atinge o sensor. Cada número maior, ou seja, mais fechado, representa a metade da luz que a abertura anterior permite passar, assim como a cada número menor, ou seja, mais aberto, permite a entrada do dobro de luz.

Ex.: f/8 deixa passar a metade da luz de f/5.6 (um ponto abaixo), e o dobro de f/11 (um ponto acima).

A um determinado numero f não corresponde uma dimensão específica do orifício. A dimensão da abertura real do diafragma é relativa à distância focal da objectiva que estamos a utilizar. Na realidade, quando definimos um numero f estamos a definir um factor de divisão sobre o valor da distância focal. Os números f exprimem o número de vezes que o diâmetro efectivo da abertura “cabe” na distância focal.

f = DF / A

  • f é o valor do diafragma obtido
  • DF é a distância focal
  • A é o diâmetro da abertura, em milímetros

O uso de diferentes aberturas não só controla a passagem de luz como tem como consequência alguns factores como a profundidade de campo.

Selector de aberturas numa objectiva

Profundidade de campo

 

A profundidade de campo consiste na zona da fotografia que se encontra em foco. Esta acção é controlada pela abertura do diafragma, ou seja se quisermos focar um plano da fotografia, devemos utilizar uma grande abertura como f 2 ou f 2.8 se quisermos que toda a fotografia esteja focada, teremos que usar uma pequena abertura como f 16 ou f 22.

A profundidade de campo varia de acordo com:

  • distância focal da objectiva: quanto maior a distância focal, menor a profundidade; nitidez apenas nos objectos situados no plano de foco.
  • abertura do diafragma: quanto maior a abertura, menor a profundidade; nitidez apenas nos objectos situados no plano de foco.
  • distância entre objecto e lente: quanto maior a distância, maior a profundidade; nitidez em todos os planos.

Quando se quer que a atenção do observador da fotografia se centre num detalhe, é costume isolá-lo utilizando uma pequena profundidade de campo.

Grande abertura – pequena profundidade de campo

Pequena abertura – grande profundidade de campo

Webliografia:

 

Trabalho realizado por: António Nascimento, Ruben Pedroso e Sofia Vilalva – 12ºN 2009/2010

Imagens e compilação: António Marques/ Sala 17