Enunciado DES12 Ut5 2011/2012; “Carrousel Pierrot” – Sintetização e reconceptualização de uma imagem

Quando uma imagem representa um objecto que é claramente perceptível como tridimensional, são possíveis interpretações selectivas desse objecto que obrigam a fazer apelo tanto à capacidade de observação como às capacidades de conceptualização. Podemos materializar aquilo que não observamos, através de uma representação, mas também podemos ignorar propositadamente parte daquilo que observamos, eliminando selectivamente componentes dessa realidade observável.

Alexander Archipenko, “Carrousel Pierrot”, 1913

© Sala17/ António Marques 2012