Enunciado OA12 UT7 2012/2013: Figuração Humana na Fotografia

↑© Henri Cartier-Bresson

De entre os muitos ângulos possíveis de abordagem sobre aquilo que é a Fotografia, podemos considerar que existem duas atitudes distintas quanto ao modo de construção da imagem fotográfica. O fotógrafo pode apropriar-se de uma realidade pré-existente, num exercício de espontaneidade mais ou menos controlado ou então pode construir e manipular os componentes presentes na imagem, encenando-a previamente.

Fotografar não significa forçosamente a captura de uma realidade exterior cujas contingências escapam, em maior ou menor grau, ao fotógrafo. Este último pode manipular o conteúdo da fotografia e até estar “dentro” dela como protagonista, num exercício de auto-representação.

Entre a preponderância de uma atitude e da outra, oscilando entre a espontaneidade de um Henry Cartier Bresson e a encenação cuidada de uma Francesca Woodman, encontramos um mundo de visões distintas das quais nos iremos apropriar para a realização deste trabalho.

Informação adicional:

Henri Cartier BressonAugust SanderFrancesca WoodmanHelena Almeida

© António Marques/ Sala17, 2013