Enunciado DES11 UT.08a 2014-2015; “Pequeno Oceano” – Um caminho para a abstracção

Muitas composições visuais consideradas abstractas – ou seja, sem nenhum referente imediatamente identificável – detêm ainda assim a capacidade de evocar a memória de certos objectos, espaços ou personagens.

Pretendemos aqui fazer um percurso um pouco ao contrário, partindo de objectos reconhecíveis para chegar a composições abstractas ou quase-abstractas, através de métodos de síntese e simplificação.

© António Marques/ Sala17 – 2014/2015