ENUNCIADO DES11 UT3 2018-2019; “Desenho Habitado” – Um percurso pela obra de Helena Almeida

“A minha obra é o meu corpo, o meu corpo é a minha obra…”

A obra de Helena Almeida (1934-2018) é reconhecida mundialmente por ser única e diferente. O seu trabalho, sempre com base na auto-representação, está intimamente ligado ao desenho e questiona os limites da imagem, da fotografia, do desenho, da pintura e da representação plástica.

Foi o desenho dos fios (colagens de fios de crina) que obrigou a artista à necessidade de ser fotografada. Segundo afirmou Helena Almeida, a auto-representação surgiu naturalmente por querer pegar no fio com os dedos, para demonstrar que a linha no papel se tinha tornado sólida, se tinha libertado do papel, que podia ser sentida com os dedos, e só através das fotos isso podia ser exprimido e representado”. Surgem assim as suas séries “Desenho habitado” e “Pintura habitada” (1975 e 1976-77), que prosseguem nos anos seguintes com outras séries, como “Estudo para um enriquecimento interior”, 1977-78, “Ouve-me”, 1978-79 ou “Sente-me”, 1979 ou “A casa”, 1979. Em cada fotografia a artista procura fixar um momento temporal, gesto e posição da figura retratada…

Unidade de trabalho desenvolvida em colaboração com a professora Maria José Marques

© António Marques/ Sala17 – 2018/2019

Para descarregar as imagens, clicar com o botão do lado direito em cima e selecionar “guardar imagem como…”

Anúncios